Sistema Fecomercio Sesc Senac IPDC

Conheça a Federação

Nossa história

Após a Segunda Guerra, o Brasil passava de país agrícola para industrializado, alterando a dinâmica do campo e a urbanização das cidades. Com esse crescimento, o comércio ganha força, assim como a organização sindical dos trabalhadores, e, em 1948, a Federação do Comércio é fundada no Ceará pelo empresário Clóvis Arrais Maia.

Diante de um cenário de desigualdades sociais, a Federação ergue-se com o objetivo de unir lideranças do setor para desenvolver não só o comércio, mas contribuir, principalmente, com o desenvolvimento social. No mesmo ano, nascem os braços sociais da Fecomércio: o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), instituições que educam para o trabalho e oferecem serviços e atividades para o bem estar de trabalhadores e da sociedade em geral.

Ao longo destes 70 anos, a Fecomércio-CE cumpre sua missão de transformar vidas e promover a manutenção da democracia política e econômica, alcançando inúmeras conquistas. Atua em todos os 184 municípios do Estado do Ceará, seja em unidades próprias ou em parcerias com a iniciativa pública e privada.

Atualmente, conta com 33 sindicatos filiados, fortalecendo a representatividade sindical, e uma estrutura organizacional para atender às mais de 150 mil empresas do comércio de bens, serviços e turismo através de um sistema moderno e coletivo. Inserida no setor terciário, a Federação representa um segmento da economia que, de acordo com dados do IBGE, responde por 52,9% do PIB estadual, sendo 16,3% referente ao comércio e 36,6% a serviços, ocupando juntos mais de 421 mil postos de trabalho.

1945

Conferência das Classes Produtoras do Brasil, dando origem à Carta da Paz Social. Início do Sistema Fecomércio.

1945

1948

Em 16 de março, Clóvis Arrais Maia fundou a Fecomércio, o Sesc e o Senac no Ceará.

1948

1954

Inauguração da Colônia de Férias de Iparana (Sesc Iparana Hotel Ecológico).

1954

1958

Inauguração da sede Sesc/Senac em Fortaleza, na antiga Praça Paula Pessoa.

1958

1966

Início da implantação de unidades, equipamentos e ações do Sesc e do Senac no interior do Ceará.

1966

1969

Inauguração da nova sede do Senac na Avenida Tristão Gonçalves. Mudança da sede do Sesc para a Rua Clarindo de Queiroz.

1969

1975

Inauguração do Restaurante do Comerciário no Centro.

1975

1976

Transformação do Setor de Pesquisa e colocação em Agencia de colocação. Essa é a origem do Banco de oportunidades do Senac.

1976

1984

José Leite Martins assume a presidência da Federação Varejista e do Senac Ceará.

1984

1992

Criação da maior honraria do Comércio, a Medalha Clóvis Arrais Maia.

1992

1998

Luiz Gastão Bittencourt assume a presidência do Sistema Fecomércio.

1998

1999

Realização, no Crato, da I Mostra Sesc Cariri de Teatro (atual Mostra Sesc Cariri de Culturas).

1999

2000

Inauguração do Teatro Sesc Emiliano Queiroz.

2000

2001

Implantação do Amigos do Prato, projeto pioneiro em âmbito nacional, que deu origem ao Mesa Brasil, o maior banco de alimentos do país, responsável pela doação de milhões de quilos por ano.

2001

2003

Implantação do Senac Guaramiranga Hotel-Escola (atualmente unidade do IFCE).

2003

2005

Sesc Ler recebe a chancela da Unesco Ana Cláudia Martins assume a Diretoria Regional do Seca Ceará.

2005

2006

Fundação da Editora Senac Ceará Antônia Regina Pinho da Costa assume a Diretoria Regional do Sesc Ceará.

2006

2007

Inauguração da Escola Educar Sesc em Fortaleza.

2007

2008

Inauguração do Teatro Patativa do Assaré em Juazeiro do Norte.

2008

2010

Primeiro Encontro Sesc Povos do Mar.

2010

2013

O Sesc é a primeira instituição social do Brasil a ser aceita como parceira do projeto internacional Save Food - da ONU/ FAO.

2013

2015

Implantação do novo Modelo Pedagógico.

2015

2016

Sesc foi correalizador da Conferência Internacional “Saberes para uma cidadania planetária”, participação de Edgar Morin.

2016

2017

Inauguração da sede integrada da Fecomércio Sesc Senac IPDC. Início do SAC – Serviço de Atendimento ao Cliente unificado. Criado o Cartão do Empresário Contribuinte. Lançamento do Observatório do Comércio.

2017

Missão e Visão

Missão

“Ajudar a desenvolver a sociedade e com isso gerar oportunidades para que as empresas do setor terciário obtenham melhores resultados. ”

Visão

“Ser reconhecida como a principal entidade mobilizadora e representante das categorias econômicas do comércio de bens, serviços e turismo, com forte atuação na promoção social e qualificação profissional de trabalhadores e empresários, visando ao desenvolvimento sustentável do Estado do Ceará. ”

Atuação

Representatividade e Sustentabilidade

Enquanto instituição representativa do setor terciário, a Fecomércio-CE alinha os princípios da liberdade de comércio e os direitos dos trabalhadores com uma política de desenvolvimento sustentável, focado no diálogo e no bem estar da sociedade. Orienta, coordena, protege e representa legalmente as categorias econômicas compreendidas no plano da Confederação Nacional do Comércio.  Está em constante transformação, a fim de melhorar o desempenho, desenvolver e garantir a sustentabilidade das empresas do comércio. Inova. Trabalha para oferecer, aos associados e empresários do segmento, os mais rentáveis e modernos produtos, serviços e convênios, em áreas como:

Telefonia Móvel;

Certificação Digital;

Planos de Saúde;

Instituições de Ensino;

Cartões Corporativos;

Módulos de incentivos fiscais;

Compra de Automóveis;

Dispõe ainda de Assessoria de Gestão Institucional e das Representações (AGIR), Assessoria Jurídica e Assessoria Contábil, que auxiliam os sindicatos filiados. Além disso, desenvolve estudos e análises por meio do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Ceará (IPDC).

CNC e Sistema S

CNC e Sistema S

No âmbito nacional, a Fecomércio-CE é integrada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e ao Sistema Confederativo de Representação Sindical do Comércio (Sicomércio). Com o compromisso de contribuir para o desenvolvimento econômico e social do Brasil, a Confederação é uma entidade sindical que representa os direitos e interesses de cerca de cinco milhões de empreendedores do comércio. A atuação da CNC está presente em todos os estados brasileiros através das 27 Federações Patronais Estaduais, respondendo por em torno de 1/4 do Produto Interno Bruto (PIB) nacional, além da geração de 25,5 milhões de empregos diretos e formais.

 

Pilares da CNC

Representação que gera resultados
É a porta-voz do comércio brasileiro na esfera do poder político.

Incentiva o espírito cooperativo
Trabalha em sinergia com as 34 federações patronais, sendo 27 estaduais e 7 nacionais, as quais agrupam 1034 sindicatos.

Promove o desenvolvimento social
Atua pela melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores do comércio e também no apoio às populações mais carentes.

Impulsiona a transformação nacional
Busca transformar positivamente o país e a vida das pessoas.