Sistema Fecomercio Sesc Senac IPDC

Conheça a Federação

Nossa história

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio-CE) foi fundada em 16 de março 1948, pelo empresário cearense Clóvis Arrais Maia, tendo como base a Carta da Paz Social, que visa ao desenvolvimento econômico com justiça social. Desde o início, a preocupação da entidade foi incentivar a perfeita união entre as classes, contribuindo para uma maior aproximação entre empregados e empregadores. A Fecomércio-CE surgiu com o nome de Federação do Comércio Varejista do Estado do Ceará, mas após dois meses de existência recebeu os atacadistas em seus quadros. No início, contava apenas com 11 sindicatos filiados. Unidos, atacadistas e varejistas, alcançaram muitas conquistas: organizaram a classe comercial no interior e na capital; criaram no Ceará núcleos de educação profissional; promoveram assistência social aos comerciários; resistiram à tirania fiscal dos poderes públicos e criaram as bases de sua legitimidade; entre outras. Apesar disso, atacadistas e varejistas se desmembraram em novembro de 1959.

Em 1998, se uniram novamente, criando uma entidade unificada com o nome de Fecomércio-CE, que passa a defender e representar, com mais força, os interesses do comércio. Nesse cenário, surge também o Sistema Fecomércio que congrega as entidades, Fecomércio, Serviço Social do Comércio (Sesc), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Ceará (IPDC). Nessa nova fase, Luiz Gastão Bittencourt foi eleito presidente da nova diretoria da Fecomércio-CE, instituição que preside até hoje. Ao longo desse tempo, a Fecomércio-CE vem acumulando inúmeras conquistas na defesa dos interesses do comércio, em harmonia com o desenvolvimento sustentável da sociedade, fortalecendo os sindicatos filiados, desenvolvendo a empresa comercial e promovendo a cidadania. Para isso, levanta as seguintes bandeiras e princípios:

  • Gestão pública eficaz;
  • Redução e simplificação da carga tributária;
  • Apoio às micro e pequenas empresas;
  • Fomento ao empreendedorismo;
  • Formalização e longevidade das empresas;
  • Geração de emprego e renda;
  • Defesa do mercado interno, da livre iniciativa e da justa concorrência;
  • Combate à informalização;
  • Fortalecimento da representatividade patronal e sindical;
  • Promoção de qualidade de vida e da educação para o trabalho;
  • Permanente diálogo construtivo entre capital e trabalho;

Missão e Visão

Missão

“Ajudar a desenvolver a sociedade e com isso gerar oportunidades para que as empresas do setor terciário obtenham melhores resultados.”

Visão

“Ser reconhecida como a principal entidade mobilizadora e representante das categorias econômicas do comércio de bens, serviços e turismo, com forte atuação na promoção social e qualificação profissional de trabalhadores e empresários, visando ao desenvolvimento sustentável do Estado do Ceará.”

Atuação

Representatividade e Sustentabilidade

Atualmente, a Federação tem 36 sindicatos do comércio filiados, representando os direitos e interesses de mais de 150 mil empresas do setor de comércio, turismo e serviços em todo o Estado do Ceará. De acordo com dados do IBGE, o setor terciário responde por 64,7% do PIB estadual gerando 35,4% dos empregos formais, com 549.454 ocupações. O Comércio representa 16,3% do PIB, ocupando 274.168 pessoas (17,7% do total), e os serviços por 51,0%, com 275.286 postos de trabalho (17,7% do total). (Fonte: IBGE, Ministério do Trabalho e Emprego 2013). Enquanto instituição representativa, suas finalidades gerais são: orientar, coordenar, proteger e representar legalmente as categorias econômicas compreendidas no plano da Confederação Nacional do Comércio, bem como defender os princípios da liberdade do comércio, em harmonia com o bem-estar social.  A preocupação principal é o incentivo à perfeita união entre as classes, contribuindo para uma maior aproximação entre empregados e empregadores. Além de sua tradicional atividade como entidade representativa, a Federação exerce também um papel complementar, oferecendo produtos e serviços a todos os seus associados, a fim de melhorar o desempenho, desenvolver e garantir a sustentabilidade e a longevidade das empresas do comércio.

Atualmente, oferece aos empresários do ramo do comércio os melhores, mais rentáveis e modernos convênios nas áreas de:

  • Telefonia móvel;
  • Certificação digital;
  • Saúde;
  • Ensino;
  • Cartões corporativos.

Além disso, conta com Assessoria de Gestão Institucional e das Representações (AGIR), Assessoria Jurídica e Assessoria Contábil, que auxiliam os sindicatos filiados, e desenvolve estudos e análises por meio do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio (IPDC).

 

CNC e Sistema S

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio-CE) é uma entidade patronal, que integra o Sistema S junto ao Serviço Social do Comércio (Sesc), o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e o Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio (IPDC), que juntos prestam para seus associados serviços de educação profissional, qualidade de vida, associativismo e  desenvolvimento econômico.Em nível nacional, a Fecomércio-CE é integrada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e ao Sistema Confederativo de Representação Sindical do Comércio (Sicomércio).

Pilares da CNC

Representação que gera resultados
É a porta-voz do comércio brasileiro na esfera do poder político.

Incentiva o espírito cooperativo

Trabalha em sinergia com as 34 Federações Nacionais e Estaduais, as quais agrupam mais de 1000 sindicatos.

Promove o desenvolvimento social

Atua pela melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores do comércio e também no apoio às populações mais carentes.

Impulsiona a transformação nacional

Busca transformar positivamente o país e a vida das pessoas.