Sistema Fecomercio Sesc Senac IPDC

Laços comerciais. Fecomércio recebe a visita da Embaixada do Vietnã

36355391241_6864ec8068_z

Laços comerciais. Fecomércio recebe a visita da Embaixada do Vietnã

A Embaixada do Vietnã no Brasil esteve nesta quinta-feira, 10, na sede do Sistema Fecomércio, para a apresentação de um seminário com o intuito de estreitar os laços comerciais entre os países e também com o Ceará. A apresentação dos temas ficou por conta do Sr. Le Hong Quang, cônsul comercial do Vietnã, que falou ao presidente da Federação, Luiz Gastão Bittencourt, e para as diretoras regionais do Sesc e Senac, Regina Pinho e Ana Claudia Martins, além de demais diretores e conselheiros do Sistema, sobre Economia do Vietnã e uma Visão Geral do Comércio, Oportunidades de Exportação e Importação entre o Vietnã e o Brasil e Como Fazer Negócios com o Vietnã.

O cônsul começou sua fala agradecendo ao Sistema Fecomércio e ao presidente Luiz Gastão, a oportunidade de poder apresentar o Vietnã. Ele aproveitou para convidar uma comitiva da Fecomércio para visitar o país, que fica localizado no Sudeste Asiático, acreditando ser possível a instalação de um comércio bilateral produtivo para os dois países. “O Vietnã e o Brasil estão bem distantes, mas estar aqui é uma oportunidade para estreitar os laços”, observou Le Hong.

País que passou mais de 20 anos dividido, tendo que se reerguer após um conflito que ficou conhecido como a Guerra do Vietnã, a nação socialista está formando, agora, segundo o cônsul, suas relações de trabalhos, porém ele afirma haver livre negociação e que as empresas têm liberdade para investir, por isso o Vietnã está em busca de expandir suas exportações e importações. Atualmente, pontuou, os vietnamitas importam do Brasil produtos como milho, soja, algodão, material para calçados e bolsas, alimentação animal, dentre outros.
Luiz Gastão aproveitou a visita e abriu aos conselheiros da Fecomércio a possibilidade de tirarem suas dúvidas sobre a economia de mercado no Vietnã, como funciona os investimentos para o país asiático, o custo de vida, o sistema de educação, dentre outros pontos. O presidente do Sistema propôs realizar uma missão ao Vietnã para dar oportunidade aos empresários do Ceará conhecer melhor o país. Ele também sugeriu a criação de uma câmara do comércio entre os dois países.Ao final, o presidente recebeu das mãos do cônsul uma pintura com imagens típicas do Vietnã e agradeceu a visita. “Estamos de portas sempre abertas e vamos buscar retribuir com uma visita ao Vietnã”, pontuou.

Voltar