Sistema Fecomercio Sesc Senac IPDC

Pesquisa IPDC

Pesquisa Confiança e Intenção de Compra do Consumidor (ICC)

Introdução
O índice de confiança do consumidor é um dos indicadores de nível de atividades mais utilizados nos países desenvolvidos. Ele mede a confiança do consumidor na sua capacidade de compra e na situação do país, abordando expectativas em relação à inflação, ao desemprego e a rendimentos futuros. Nos Estados Unidos, por exemplo, seu uso é generalizado tanto pelo setor privado, quanto pelo governo e pela mídia.
Quando o consumidor está satisfeito, e otimista em relação ao futuro, tende a gastar mais; quando está insatisfeito, pessimista, gasta menos. Desta forma, a confiança do consumidor atua como fator redutor ou indutor do crescimento econômico. O monitoramento do sentimento do consumidor tem o objetivo de produzir sinalizações de suas decisões de gastos e poupança futuras, constituindo indicadores relevantes na antecipação dos rumos da economia.

Objetivos
Fornecer informações mensais sobre as expectativas da situação financeira da família e situação econômica do país pelos consumidores das capitais nordestinas, bem como sobre suas intenções de compra, a fim de orientar decisões de empresários, governo e outros agentes econômicos.

Resultados da Pesquisa
Os resultados da pesquisa revelam:
índices de confiança dos consumidores e fatores que contribuíram para formação das suas expectativas;
percepção sobre o mês seguinte para compra de bens duráveis;
intenções de compra dos consumidores; tipos de produtos duráveis que os consumidores pretendem comprar no próximo mês;
estimativa do valor das intenções de compra dos consumidores de produtos duráveis no próximo mês;
formas de pagamento que os consumidores pretendem utilizar para realizar suas intenções de compra de produtos duráveis no próximo mês.

A pesquisa calcula três índices de confiança dos consumidores, reveladores do seu potencial de compras:
Índice de Confiança dos Consumidores (ICC) : avalia a percepção dos consumidores quanto à sua situação econômica.
Índice da Situação Presente dos Consumidores (ISP) – avalia o momento para compra de bens duráveis e a situação financeira atual das famílias dos consumidores, em um período de, no máximo, 30 dias.
Índice das Expectativas Futuras dos Consumidores (IEF) – avalia as expectativas dos consumidores, em um horizonte de 12 meses, quanto à situação econômica e geral do Brasil e à situação financeira das famílias dos consumidores.
Os índices de confiança variam entre 0 a 200 pontos. O índice 100 demarca a fronteira entre a situação de pessimismo e otimismo: abaixo de 100, diz respeito à situação de pessimismo; acima de 100, de otimismo.

Para efeito de interpretação o Índice de Confiança pode ser dividido em quatro níveis:

Baixo: menos de 100 pontos
Moderado: de 100 a menos de 150 pontos
Alto: de 150 pontos ou mais

No que diz respeito às percepções e expectativas dos consumidores, a pesquisa se refere somente a uma cesta de 18 produtos duráveis. Quanto às intenções de compra, a pesquisa se refere a todos os produtos que os consumidores desejam comprar.

Estratificação dos resultados
Os resultados da pesquisa são estratificados por sexo, idade, escolaridade e renda familiar mensal.

População
População com idade superior a 18 anos.

Amostra
O tamanho da amostra foi definido para um nível de confiança de 95%, com margem de erro máximo de 3,5%. O número e estratificação dos consumidores pesquisados serão explicitados nos resultados da pesquisa de cada mês.

Coleta de Dados
A coleta de dados se faz nos principais pontos de fluxos, sempre nos três primeiros dias úteis de cada mês.

 

Francisco Estevam Martins de Oliveira
Estatístico – CONRE 6183

Galeria de fotos

Veja mais

Certificação Digital

Contribuições

Assessoria Institucional e Representações